SARS Fora! – Resumo semana 4

China e Coronavirus

A China é hospedeira de um vírus perigoso, extremamente infeccioso e responsável por milhões de mortes. Seu nome é Comunismo. Perto dele o Coronavírus, a Gripe Aviária e a SARS são resfriados. Some todos os mortos de varíola, peste negra, gripe espanhola, sífilis, AIDS e tantas outras, jamais chegam perto dos mortos de Stálin, Mao, Fidel Castro, Hitler, Pol Pot, Mugabe e outros assassinos vermelhos. Quem esconder os crimes do comunismo é cúmplice e não merece respeito.

Uma perigosa epidemia que se alastra mundialmente pelo menos é um fato novo para derreter as bolsas mundiais. E justamente na China, com a qual o mundo inteiro está preso por aquela parte menos nobre do corpo abaixo da cintura, o bolso. Fosse o terrível e letal ebola matando no Senegal, que seja! (Aliás, houve uma morte de ebola na fronteira brasileira). Mas justo na China! Todo mundo temendo a derrocada da economia chinesa e vem esta! Apanha a bolsa brasileira.

É impossível saber o que se passa realmente na China. Não devem impressionar os esforços do governo chinês. Eles tem tecnologia e recursos para fazer o que quiserem com sua população, isolar uma capital é biscoito. Em plenos anos sessenta eles estavam matando 50 milhões de seus próprios concidadãos de fome para terem a bomba atômica. E a gente no Brasil achando que o AI-5 é grande desgraça da década, ó solipsismo leftopata!

Ninguém sabe a verdade do que se passa na China, muito menos os chineses. O governo de Pequim mente que nem sente. Quantos foram infectados? Quantos morreram? A China mais tentou censurar as informações que conter a epidemia. Natural que a Sars 2.0 meta tanto medo. Por outro lado, se vamos todos morrer, vender pra quê? Morre-se com reais ou Itaú na carteira, para morrer não se precisa estar líquido.

Justamente quando a Bolsa brasileira linda bateu um recorde de 119 mil pontos… tombo do vírus!!!

Brexit, Índia e Aço

O Brexit passou com papel, protocolo, selo, estampilha, nas duas câmaras e com a chancela da Rainha Elisabeth. Fico pensando na ironia, os mercados europeus viveram os últimos três anos nesse vai e vem do Brexit, vem uma doença e quem quer saber de Brexit?

Ao mesmo tempo, o governo americano isentou de vez o aço e alumínio brasileiro. E mais de quinze tratados foram assinados com a Índia. Mas além do coronavírus, estavam todos preocupados em soltar as…

Intrigas de sempre

A mídia, alimentada com leite de pata de dinheiro estatal de outros presidenciáveis, segue como sempre sua rotina de fake news. Inventam uma mentira, coordenadamente divulgam, criam o factóide, o governo desmente e dizem que Bolsonaro recuou. Dessa vez foi com Sérgio Moro, anunciando pela décima vez uma suposta fritura sua no governo. O próprio Moro desmentiu aventando a possibilidade de tatuar na testa sua lealdade ao governo, mas a mídia, um órgão político, basicamente, não desiste.

É, Empiricus… diga-me com quem andas e te direi quem tu és! Está ficando perigoso este relacionamento com o Antagonista, que protagoniza as mais vergonhosas páginas da fofoca nacional.

Como chegamos aqui?

É com muito prazer que vemos nosso grande amigo, profundo conhecedor do globalismo e eminente jurista, professor Leonardo Neiva, publicar seu primeiro livro: Seus COMENTÁRIOS À CONSTITUIÇÃO POLÍTICA DO IMPÉRIO DO BRASIL DE 1824 são ouro puro. Nosso sistema político não surgiu do nada, foi uma gênesis complexa, e muito deve-se à Constituição de 1824. Leia este livro. Está quase de graça, literalmente. Vale muito.

   Send article as PDF   

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *