Começo animador – resumo semana 1

emprego estados unidos 2019 feliz

A primeira semana de 2019 foi marcada pelo bom humor dos mercados. A semana fechou com os dados de emprego nos Estados Unidos. Eles vieram acima do esperado e afastou, momentaneamente, as preocupações quanto a uma recessão neste ano.

Na semana, Ibovespa: 91.840,79 pontos, +4,50%. Dólar: R$3,71, -4,11%.

O emprego nos Estados Unidos

Como vínhamos dizendo nos outros resumos semanais, a nossa visão era que a economia americana está mais robusta do que Wall Street imagina. As reformas que o presidente Donald Trump fez tiraram os Estados Unidos da depressão e colocaram o país no caminho da prosperidade.

Claro, que pode ser cedo para fazer tais afirmações, pois toda vez que o Fed sobe as taxas de juros algo abala a economia global. Por hora, os dados de emprego vieram acima do esperado. Foram criados 312 mil vagas, o maior ganho desde fevereiro. Contudo, a taxa de desemprego subiu para 3,9%.

Esta subida pode ser explicada pelo fato de mais pessoas, percebendo a melhora econômica dos Estados Unidos, começaram a procurar emprego. Antes o número de participantes no mercado de trabalho era de 62,9%, agora é de 63,1%.

Se olharmos para os governos anteriores, veremos números mais baixos em função da percepção do trabalhador da economia. Caso ache que a economia não vá bem, ele tende a não procurar emprego. Pela forma que é calculada a taxa de desemprego atualmente, se o trabalhador não procura emprego, ele não é considerado desempregado.

Frente aos dados, o S&P 500 subiu 3,43% na última sexta-feira. E fechou a semana com alta de 1%.

O dragão Chinês

Por outro lado, a economia chinesa continua a mostrar perda de força. O governo já declarou estar atento e pronto para intervir com mais crédito. Também já falamos sobre isto no ano passado e permanecemos com a mesma visão: até quando mais crédito resolverá o problema?

Brasil de Bolsonaro

Por aqui, o discurso de Paulo Guedes, ministro da Economia, empolgou os mercados. A prioridade é o equilíbrio fiscal e ele passa necessariamente pela reforma da previdência.

Acreditamos que ela vá sair. Porém, como estamos no Brasil, não será a ideal, provavelmente teremos algumas regras incômodas ainda. Antes feito que perfeito.

Portanto, choques externos poderão abalar a economia brasileira, mas as mudanças estruturais que estão sendo propostas apontam para um futuro prospero para a nossa nação.

3 thoughts on “Começo animador – resumo semana 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *