Os 4 melhores tipos de renda fixa

tipos renda fixa

Após avaliarmos a relação risco vs retorno que melhor se encaixa em nossos objetivos, temos que saber quais são os tipos de renda fixa disponíveis para fazermos o planejamento ideal de nossos investimentos.

Nos últimos anos a gama de produtos para o investidor individual aumentou. Contudo, o conhecimento destes pelo público é ainda superficial. O normal é a maioria seguir o que o gerente do banco oferece ou o que reportagens na televisão e jornais sugerem. O histórico de juros altos é outro fator que favorece a passividade do brasileiro em relação às finanças.

tipos renda fixa

Embora a poupança seja um tipo de renda fixa, não trataremos dela aqui. Iremos diretamente para o segundo nível. Queremos tratar de investimentos que nos garantam vencer ao menos a inflação.

Trataremos de quatro tipos de renda fixa cujo o investimento julgamos que vale a pena para o investidor. O entendimento destes pavimenta a base do conhecimento para todos os outros produtos de renda fixa que existem ou venham a ser criados.

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Este é o mais comum e conhecido, pois o gerente de sua conta pessoal sempre o oferece. Ele tem metas a cumprir, claro, mas você tem as suas. O CDB é uma boa alternativa para guardar a reserva de emergência, ou seja, aquele dinheiro que você deveria ter para qualquer eventualidade.

Ademais, o risco envolvido neste investimento está vinculado unicamente à instituição que o dinheiro é emprestado. Em outras palavras, quanto menor o risco da instituição falir, menor o percentual do CDI (de modo simplista a taxa de juros) é paga ao investidor.

Por exemplo, em um grande banco comercial são oferecidos entre 75 a 90% do CDI a depender do prazo e da quantia de dinheiro aplicada. Já utilizando corretoras as taxas oferecidas são mais atraentes. Elas chega, a 123% do CDI, porém o dinheiro só pode ser retirado no vencimento do título. Deste modo, não serviria para guardar a reserva de emergência.

LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são também produtos comuns em bancos. Quando se adquire um título de LCI ou LCA estamos emprestando dinheiro para o banco com a finalidade dele prover créditos para os respectivos mercados.

Uma desvantagem são os valores mínimos aplicados. Eles normalmente são mais altos do que os do CDB ficando entre R$10.000,00 – R$50.000,00. Por outro lado, a vantagem deste tipo de renda fixa é a isenção de imposto de renda. Isto aumenta a rentabilidade destes títulos consideravelmente e os tornam uma ótima opção de investimento para quem é mais conservador.

Debêntures

Basicamente, nesta classe de título, o investidor empresta dinheiro para uma empresa. Assim, se a empresa fechar, perde-se todo o dinheiro aplicado. Quanto maior e mais sólida a empresa menor será a taxa paga por ela para tomar o dinheiro emprestado.

Para ajudar o investidor a saber qual é a situação da empresa, existem as agências de risco que usam ratings para definir o grau de risco de cada título como, por exemplo, a Fitch. O valor mínimo de investimento em debêntures varia e alguns títulos tem uma rentabilidade bem atraente. Principalmente, porque alguns são vinculados à inflação e isentos de imposto de renda, informações que normalmente são dadas pela corretora.

Estas características colocam os debêntures como uma ótima opção de investimento.

Tesouro Direto

Tesouro direto talvez seja o tipo de renda fixa que mais se populariza hoje. Quem adquire um título deste está emprestando dinheiro para o governo, no caso do investidor brasileiro, nosso sócio.

Cabe destacar que o valor de face do título pode variar ao longo do tempo. Todavia, a rentabilidade do título ao final do período será a acordada no momento do aplicação. Sobre isto vale um artigo inteiro. Ficaremos, por enquanto, com o básico.

Aqui o risco implícito é o do governo. Ou seja, este risco é muito baixo, pois o governo tem a máquina de imprimir dinheiro, logo, é improvável que não se receba o dinheiro na hora do resgate. É claro que o dinheiro pode não valer mais nada, porém, o investidor irá recebê-lo.

Pela segurança, prazo e rentabilidade este é um dos melhores tipos de renda fixa existentes.

Por fim, aqui estão alguns tipos de renda fixa. Estes são os que consideramos que valem a pena para o pequeno investidor. Primordialmente, para aquele que está começando. É os conhecendo bem que podemos garantir que nosso dinheiro renda de uma forma segura e siga o nosso planejamento.

 

 

 

2 thoughts on “Os 4 melhores tipos de renda fixa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *