Migração da Via Varejo para o Novo Mercado

Mercado de ações

A Via Varejo é a controladora de marcas como Casas Bahia e Ponto Frio, nesta quinta, ela concluiu a transição para o Novo Mercado da B3 (antiga Bovespa).

Quando o anúncio da mudança foi feito as ações dispararam, pois sabe-se que uma empresa que pretende ser listada neste segmento precisa de maior controle e transparência.

Mesmo para quem não acompanha o mercado acionário, explicaremos de forma simples como funciona a migração para o investidor. Em Assembléia, a empresa decidiu que suas ações não seriam mais divididas em preferenciais e ordinárias. Ou seja, todas teriam direito a voto – preferenciais abstém o investidor disto.

Mercado de ações

Desta forma, até o pequeno investidor terá direito de participar nas decisões da empresa. Além disso, a liquidez das ações deve subir. Beneficiando a todos.

O que acontece com quem tinha ações da empresa?

A empresa era cotada em três códigos VVAR11, VVAR4 e VVAR3.

O código 3 refere-se às ações ordinárias, que tem direito a voto. Enquanto, o código 4 são ações preferenciais, não têm direito a voto. Porém, elas têm preferência na divisão de lucros.

Por sua vez, o código 11 diz respeito às units, que são a junção de ações de outras classes. No caso da Via Varejo, era formada por uma ação ordinária e duas preferenciais.

Portanto, ficou decido que cada acionista portador de 1 ação preferencial receberia 1 ação ordinária e um reembolso de R$2,28 pela ação. Depois que a mudança é aprovada, as mudanças ocorrem automaticamente e o investidor apenas deve acompanhar na sua carteira as alterações.

 

 

   Send article as PDF   

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *